quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Síndrome do túnel do carpo

A primeira vez que minha mão ficou meio dormente achei que fosse morrer. Pensei que com certeza eu deveria estar tendo um infarto, pois me lembrava que um dos sintomas era formigamento e dormência do braço. No meu caso era a mão. Mas, pôxa, o que é a mão senão o prolongamento do braço?
Como estava grávida e tinha uma consulta na ginecologista, resolvi que iria perguntar a ela primeiro se eu deveria ir preparando o testamento marcar uma consulta com um cardiologista. Foi aí que me deparei com o seguinte diagnóstico: síndrome do túnel do carpo.

É um problema que afeta muitas grávidas e provoca dormência, formigamento ou ardor nas mãos e nos braços, às vezes chegando até aos ombros.

O "carpo" é a estrutura óssea do punho, entre o antebraço e a mão. O túnel do carpo é um canal que tem três lados formados por osso e um por um ligamento. Por dentro desse canal, passa um nervo importante, o nervo mediano. O inchaço e a retenção de líquidos que são comuns na gravidez podem fazer com que aumente a pressão dentro desse espaço estreito e pouco flexível, no túnel, comprimindo o nervo mediano.

O nervo mediano é o responsável pelo tato no polegar, no indicador, no dedo médio e em metade do anular, e também comanda o movimento de um músculo na base do polegar. A pressão sobre esse nervo é a causa dos sintomas da chamada síndrome do túnel do carpo. *Fonte: http://brasil.babycenter.com/pregnancy/pre-natal/saude/dormencia-na-nao/

 Este diagnóstico eu recebi na minha primeira gravidez. Mas como o caso não era muito grave não me incomodei muito. Aceitei como mais um dos muitos incômodos da gravidez e pronto. Achei que após o nascimento do bebê passaria. Só que infelizmente não passou. Ao invés de melhorar, piorou. 
Fiquei vários meses da amamentação com mais ou menos dor, dependendo do quanto eu segurava a Sophia no colo. Como eu digito muito e diariamente, sei que isso também influencia negativamente a tal da síndrome.

Então, não foi uma surpresa quando comecei a sentir os mesmos sintomas durante a minha segunda gravidez. Nem tampouco a persistência dos sintomas após o nascimento da Helena. O que me surpreendeu foi que desta vez os sintomas vieram mais fortes. O formigamento é mais intenso, a dor também e agora também tenho uma sensação estranha de fraqueza nos braços. Fico por vezes realmente com medo de derrubar a minha neném no chão.
Procurei então um neurologista (o problema é neurológico, não de circulação) e ele me indicou o uso de uma tala de imobilização para dormir.

Uma dessas que tenho usado. Fonte: http://www.gn-online.de/de/lokales.html?artikelid=390170&n=Schienen+am+Handgelenk+entlasten+den+Mittelnerv

No entanto, pelo menos no meu caso, a tala não ajudou. Nem um pouquinho sequer. Na verdade acho até que tenho uma sensação mais acentuada de fraqueza no braço, quando uso a tal da tala... Agora estou em dúvida do próximo passo a seguir. A neurologista que consultei diz que se não melhorar até o final do ano tenho que ser operada. Só que antes de ser operada gostaria de mais terapias alternativas... Alguém aí já teve algo parecido? Tratou com acupuntura ou algo assim? Alguma luz?

11 comentários:

Alessandra disse...

Amiga, uma amiga tradutora teve/tem este mesmo problema. Disseram para ela que melhorar a postura durante a digitação pode ajudar. Também disseram que ela teria que operar (tipo com urgência) e no final das contas, ela queria tentar pilates (feito com fisioterapeuta) para ver se ajudava. Vou perguntar para ela se melhorou.

Camilla Brandel disse...

Poxa Taia, que dureza. :( Eu lembrava vagamente de você falando desses formigamentos, mas não sabia que a coisa estava tão séria.
Se você morasse por aqui, eu diria pra tentar um chiropractor antes de operar. Mas aí... não sei se eles existem. Existem?
Se eu tiver alguma outra ideia brilhante, te aviso.
Beijo!

Juliana disse...

Karen, antes do seu texto eu nunca tinha ouvido falar sobre isso, uma barra, heim? Mas eu tentaria algumas alternativas antes. Talvez a acupuntura possa ajudar bastante.
Um bj grande, Ju

Kathe disse...

Bom, eu tentaria a sugestão da Alessandra, com Pilates, e também isso que a Lica falou, aliás, eu tinha escrito um monte,mas não sei a razão que o cp não aceitou, então vamos ficar assim mesmo para ver se vai.
bjs.

Anônimo disse...

Também tive durante a gravidez. A acupuntura ajudou.

Chris Ferreira disse...

Oi querida,
muito esclarecedora a sua postagem! Conheço amigas que tiveram sim, mas eu não tive!
Muita gente toma esse mesmo susto quwe vc tomou!
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Alessandra disse...

Oi! Boas e boas notícias. Minha amiga tradutora disse que a fisioterapia (com manipulação, não com laser e choquinhos) melhorou muito.
Já uma amiga disse que no caso da mãe dela, só a cirurgia resolveu. Se serve de consolo, depois de operada, ela não teve mais dores.

Maria Claudia disse...

Oi Karen, eu nao sabia que vc teve isso...bem, acho que vc deveria ir a um outro neurologista e ver o que ele tem para te dizer, sei lá...buscar uma segunda ou terceira opiniao...e só entao procurar decidir sobre o que vc deve fazer ...acho sempre bom consultar mais de um médico quando se trata de fazer uma operacao. Beijo

Mari Hart disse...

Menina.... tô lendo e me enxergando! Tenho incômodos nas mãos, não chega a ser dor, mas fica digamos... "dolorido", do nada, e muita dormência, não só nas mãos, mas pés tb. Geralmente qdo acordo, e ao longo do dia fico tranquila e um pouco de dormência na ponta dos dedos. Faço acupuntura,(p/ enxaqueca/estresse e etc) e a acupunturista disse que ela mesma tem um problema que precisa dormir com tala, mas eu nem imaginava que isso tem nome e sobrenome! Eu procuraria uma outra opinião tb! E SEMPRE terapias alternativas primeiro! Vai contando as novidades! Bjs!

Anônimo disse...

Faça acunputura é 100% de melhora

Anônimo disse...

Olá, estou passando pelo mesmo problema, sinto muita dormência e dores nas duas mãos, as coisas caem das minhas mãos e já na o suporto escrever.... Irei realizar a cirurgia e assim que conseguir te aviso. E vc como esta? Boa sorte! Fabiana