sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Aliel, Aliel, Alrlrlrlriel,Arrllllrrrriel, Arrriel...

- Ariel!

- Ariel, Ariel (sorriso enorme!)!

- Sophia, o que você falou?
- Ariel, mamãe, que eu queRo bLincar com a aRiel!
- Filha, você aprendeu a falar o "R"! Fala "agora".
- Agora.
- Fala "barato".
- Barato.
- Fala "caro".
- Caro.
- Fala "Karen" (a glória!)!
- Karen (Me derreti toda de ouvir pela primeira vez meu nome "certo"!)!

E foi assim que, do dia pra noite, Sophia deixou de ser cebolinha. Agora só falta sair o encontro consonantal, coisas do tipo "brincar", "prato", etc. 

Mas não é muito fofo? E muito mágico? Como que na noite anterior ela falava Aliel e acorda falando Ariel?

7 comentários:

Juliana disse...

Ahhhhhh que gracinha!!
E falar o nome da mamãe certo é a melhor parte, sem dúvida!! E aqui em casa, conseguir falar corretamente o encontro consonantal também é uma meta. Um dia chegamos lá!!
Um beijo, Ju
PS. Maridão esteve em Hamburgo esta semana e disse que é lindo!! Um dia a gente marca aquele café, ok?

Celi disse...

Ahhh Karen é lindo demais isso! Como a gente se encanta com eles. Uma delícia vê-los aprendendo a falar. Uma descoberta atrás da outra. Um grande beijo.

Kathe disse...

Uau ! Parabéns Sophia, a cada dia uma nova conquista, isso sem falar que ela tem dois idiomas !!
Como é inteligente essa menina !!
bjs de uma vó toda babona !!

Mimi Alves! disse...

hahahaha adorei!
é bom quando a gente vê de pertinho uma evolução deles,né?
Sou lá do Recando das mamães!
tô seguindo,adorei seu blog!
beijinho!

Camilla Brandel disse...

Pois é, até falou Parabéns pro Nathan! Um sucesso. :-)

Alessandra disse...

Muito legal! Eu acho tudo relacionado à linguagem muito bacana! Sou beeeem bobona nessa área (e em outras, claro).

Olha, com relação a ser "do dia para a noite"... a Sophia foi bem espertinha, porque a Dona Glorinha aqui fez cinco anos falando "Gólia" para o nome dela... a gente precisou fazer uns exercícios para ela fixar bem esse "r". Nada profissional, algumas brincadeiras, joguinhos, rimas... mas não foi 100% natural para ela. Eu fui deixando (porque achava fofo e inofensivo) até a escola me chamar. Ela estava começando a escrever e na escola dela a alfabetização é fonética, então ela escrevia coisas como "gilafa" e "balata".

Enfim... parabéns para a Sophia! Conte mais coisas dessa área - sou curiosíssima a respeito de bilinguismo...

Maria Claudia disse...

Que bom Karen, imagino mesmo que tenha sido maravilhoso p vc...nao vejo a hora da Elouísa tb deixar de ser cebolinha...por enquanto tentamos, mas sem grande evolucao, o que tem acontecido é ela fazer som de "rr" p substituir...aí nao sei se fica pior...rsrsrsrsr