sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

O melhor presente

Helena está numa semana meio chatinha. Os dentes molares estão querendo nascer. Ou seja a gengiva está inchadinha, vermelha, coçando bastante e a Helena só quer saber de morder tudo o que vê pela frente. Ela está babando tanto que parece um são bernardo, com aqueles cadarços de baba eternamente pendurados nos cantos da boca.
E claro que não quer comer direito, que não tem dormido muito bem e que não quer ficar sozinha nem por um minuto. Ela pode estar brincando tranquilamente,mas se nota que eu saio da sala já logo protesta. Ou seja, estou tendo uma semana muito divertida ;-)

Mas por não querer ficar sozinha, acabei tendo tempo para reparar como a simples presença da mãe é importante para uma criança da idade da Helena. Ela só precisa que eu esteja presente. Aí ela brinca pela sala toda, explora cada brinquedo que encontra pela frente, tira todos os outros dos seus respectivos lugares, morde o controle remoto, baba no telefone, se espanta que eu sempre grito não quando chega perto dos cactos, fica irritada por não conseguir pegar algum objeto de cima da mesa, encontra algum pedaço de papel e enfia rapidamente na boca pois sabe que eu vou tirar dela, testa novamente se eu vou gritar não se chegar perto dos cactos novamente, vai pra debaixo da mesa e fica brava por não conseguir se levantar quando está embaixo da cadeira, tudo isso ad infinitum. Mas sempre, entre uma ida e outra, vem até mim, me dá um abraço, um beijo babado ou um arranhão ou puxão de cabelo, como que para recarregar as energias ou para receber uma dose de auto-confiança. É tão lindo! E tão legal saber que eu só preciso estar ali, sempre ao lado dela, sem fazer nada de especial. Mas tem que estar ali de verdade, de corpo e alma, sem telefone, celular, iPad ou laptop. Só assim Helena se sente capaz de explorar seu mundo, totalmente à vontade.

Descobri que este é o melhor presente que posso dar: meu tempo. Simples assim. Simples, de coração.

6 comentários:

Ana Campos disse...

Karen...é isso mesmo...o simples fato de estarmos ao lado delas é o maior presente que podemos dar.
Sofia também não quer saber de ficar sozinha, se estou na cozinha ela arruma coisa pra fazer por lá, se estou na sala ela também está por perto...sempre juntas e avante!!!

Bjs

Alessandra disse...

Lindo de verdade!

Camilla Brandel disse...

É isso aí. De vez em quando alguém comenta que escolinha é bom pro bebê, por causa disso, disso e daquilo. E eu sempre penso: pode ser, mas mãe é melhor!
Beijo!

Chris Ferreira disse...

OI Karen, lindo. É isso mesmo, tudo o que eles querem é o nosso tempo, a nossa atenção. É muito recompensador essa doação. O reconhecimento é imediato, sempre vem um beijo, um carinho, um sorriso.

Agora, tive que rir com a Helena parecendo um São Bernardo. Uma fofa babona. Essa fase dos dentinhos é chatinha mesmo.

beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Celi disse...

Isso mesmo Karen... Que lindo!
É tão simples o que desejam em muitos momentos. Então, aproveite esse tempo. Melhoras para a pequena, pois realmente incomoda...
Beijos para vocês e bom final de semana.

Juliana disse...

Lindo Karen!!! Lindo!! Que texto, vc conseguiu expressar seu amor de uma forma tão pura, tão real e tão intensa... Parabéns!! Estava com saudades, beijão, Ju
www.contosdeumamaepandora.blogspot.com