quarta-feira, 8 de junho de 2011

EHEC

Ser mãe em tempos de EHEC não é fácil.
Não sei se todo mundo já ouviu falar deste termo... Então, explicando para quem não conhece: trata-se da super bactéria Escherichia colí que anda circulando pela Alemanha, mais precisamente em Hamburgo, justamente a cidade onde moramos... A maioria das pessoas fica somente com gastroenterite, mas outras têm complicações gravíssimas e acabam com uma síndrome hemolítica urêmica. Neste caso os rins param de funcionar, os pacientes têm que fazer diálise e muitos ainda sofrem com distúrbios neurológicos graves.. Ou seja, um cenário assustador.
Mais assustador ainda é o fato que ainda não se sabe como este surto começou. Na busca pela fonte de contaminação da doença já se falou em pepino, tomate, alface e o último suspeito foi o broto. Assim, o ministério da saúde alemão oficialmente declarou que não devemos comer estes itens. No entanto, o médico-chefe do hospital de Hamburgo em que muitos pacientes estão sendo tratados já declarou que ele próprio não come nada cru. Pôxa se ele que está ali, no centro dos acontecimentos, não está comendo nada cru, não tem muito como nós fazermos diferente, né?

Só que com isso, além de ficar com medo de comer e de ver a família comendo, estou tendo diálogos surreais com a Sophia.
- Mamãe, quero pepino!
- Não tem, meu amor, o pepino acabou.
- Mamãe, então eu quero cenoura.
(levo pra ela cenoura cozida)
- Mamãe, mas eu quero clu (acho tão fofinho o "clu" dela!)!
- Agora não dá, querida, já cozinhei todas as cenouras.
- Então posso comer tomate?
- Filha, você não prefere uma bolacha ou um pedaço de chocolate?

Aff!!!! A incerteza é tanta que estou realmente preferindo dar chocolate à fruta... Até quando isto vai durar???

4 comentários:

Aretusa disse...

Nossa, deve está bem chato isso, porque você fica sem saber o que comer mesmo, fica insegura, né? E é complicado explicar para os pequenos!!
Adorei ela gostar de pepino, cenoura, tomate, parece a Sophia!!
Espero que descubram logo a origem dessa bactéria e esse "pânico" passe!
Beijocas,
Aretusa, mamãe da Doce Sophia

Alessandra disse...

Nossa, eu acho que também apelaria pro chocolate! Mesmo porque isso seria algo muito fácil para a Glorinha. Se bem que o legume favorito, número 1 de all times dela é justamente pepino. Ela gosta desde que não sabia falar, e quando aprendeu, era "pepilo" e nessa época ela só comia as sementes e deixava as bordas para a gente comer. A Alice puxou esses mesmíssimos genes, já tenta falar "pepu" e come também só as sementes.

Amiga, quanto à sua aflição... só fazendo comida bem cozidinha (se bem que no verão é menos legal) e rezando para a coisa toda passar (se bem que a gente ainda fica meio ressabiada, né. Será que já passou mesmo? Será que não estão omitindo alguma coisa? Com a gripe suína aqui foi um susto enooooorme e a gente ficou meio neurótica por um bom tempo)

Boa sorte!

Camilla Brandel disse...

Argh, que situação horrível!! Eu ia ter um troço se não pudesse dar legumes/frutas pro Nathan. Mas sei não, acho que nem assim eu apelaria pro chocolate, hehehe.
Tô acompanhando as notícias e torcendo pra essa crise passar. Beijo!

Simone disse...

Karen do céu! Que coisa essa incerteza hein..

Nem sei o que eu faria numa situação dessa. Sofia adora cenoura crua também, mas pepino é outra história. rsrs

Bjs e que as coisas se acalmem aí.