terça-feira, 22 de março de 2011

Oftalmo e secador de cabelo

Ontem foi a consulta da Sophia no oftalmo. Aqui na Alemanha é recomendado que as crianças sejam levadas para um controle por volta dos 3 anos. Como sempre faço nestas ocasiões, ligo para minhas amigas para saber se têm um bom especialista para me indicar, pois como o Felix e eu (toc, toc, toc) raramente ficamos doentes, não conhecemos muitos médicos em Hamburgo ainda.
Então agendei esta consulta para ela, com 3 meses de antecedência, sem saber ao certo que idade a Helena teria neste dia :-) Mas, para minimizar os riscos, agendei uma consulta pro papai das meninas também, pensando que talvez ele pudesse até tirar um dia livre para isso.
Como ele só voltou ao trabalho na semana passada não foi possível ele tirar um dia livre, mas deu para, pelo menos, dar uma esticada boa na hora do almoço e acabou dando tudo certo.

Só que foi uma maratona! Para uma consulta que começava às 14:00 comecei a arrumar a Helena às 11:00. Isso significa dar de mamar, por pra arrotar, trocar a fralda, dar de mamar de novo, arrotar mais uma vez, rezar para ela não fazer mais cocô, ela fez mais cocô, trocamos a fralda de novo, quis mamar mais uma vez, foi pro bebê conforto, não quis ficar, chorou, gritou, esperneou, ok, saiu do bebê conforto, mais uma mamadinha, tento colocar uma muda de roupa pra ela na bolsa enquanto ela mama, não gostou de tanta movimentação, volto pro sofá, ela adormece instantaneamente, levanto, ela acorda com a mesma rapidez com que dormiu, vai pro bebê conforto, mais lágrimas, digo a ela que já, já entramos no carro, ela para de chorar, corro para ir ao banheiro antes de sair, ela volta a chorar, levo o bebê conforto pro banheiro e fico balançando-a com o pé, o choro fica menos insistente, mas ainda não acalmou, levanto, lavo as mãos, ela começa a gritar, visto o casaco, deu soluços, tiro do bebê conforto, mama mais um pouquinho, mais um arroto, volta pro bebê conforto, ela abre os olhos, saio correndo em direção ao carro, ela chora, coloco-a no carro ainda assim, ela chora mais alto, eu giro a chave, começo a andar e..... ela dorme! Sim, ufa!

Buscamos a Sophia, vamos até ao médico e ela ainda está dormindo. A Sophia estava contente, ficamos um tempão observando um moço soldar uma gradezinha em volta de uma árvore e ainda por cima ela encontraria logo o papai, no meio do dia, um verdadeiro milagre! E lá no oftalmo ela se comportou como gente grande, o maior orgulho vê-la conversando com os dois médicos direitinho, respondendo certinho cada pergunta e vendo lá longe as formas geométricas que o papai nem consegue enxergar. Ou seja, acho que ela puxou para mim no quesito enxergar :-) Mas achei bom conferir, afinal na família do Felix todos usam óculos e na minha, bem na verdade também! Acho que só eu e meus irmãos escapamos deles até agora.
E Sophia não reclamou nem mesmo quando pingaram o colírio para dilatar as pupilas para fazer um novo exame. Só ficou um pouco irritada, pois estávamos lendo um livro e daí eu ia, como sempre faço, perguntando coisas sobre as imagens e ela reclamou: mamãe eu não estou vendo! Ai, que dó!!! Mas deu tudo certo e como estávamos em quatro, dava para o papai cuidar dela enquanto a Helena quis mamar (umas 2 vezes) e trocar fralda (outras 2).
Saimos de lá, papi volta pro escritório e eu e as meninas ainda quisemos ir até uma loja portuguesa comprar guaraná, mas a primeira loja estava fechada pra reformas :-( e a segunda não achei. Eu não sabia direito o endereço, ainda tentei ligar para um amigo mas ele não sabia o nome da rua, só me explicou, e como a Helena tinha acordado não consegui procurar direito...

Enfim, chegamos em casa, as duas estavam dormindo e eu até consegui tomar um café e ler revista na maior tranquilidade! Depois jantei com a Sophia, brincamos um pouquinho e ela foi dormir. Tomei banho e quando achei que estava tudo bem para uma ótima noite de sono a Helena acorda chorando... Não sei se foi muita agitação hoje (esqueci de contar que comprei um sling e hoje de manhã fiquei tentando convencer a mocinha a ficar lá dentro e ela odiou. Tentamos umas 3 vezes e não deu muito certo... Não sei se não estou sabendo colocá-la direito, mas fato é que nem eu, nem ela estamos gostando do dito cujo. Acho que vou continuar com meu ergo carrier mesmo), mas ela não estava conseguindo relaxar para dormir.
Vou poupar a todos de um novo parágrafo como o de cima, em que eu descrevo as tentativas para acalmar: mamar/pegar no colo/ninar/passa pro pai/volta pra mãe/troca fralda/etc, etc, etc... só vou dizer que demorou umas duas horas até que tive a brilhante ideia de pegar o secador de cabelo. Deitamos Helena na cama, ligamos o secador e ficamos uns 15 minutos "secando" Helena. Acho que depois de uns 15 segundos ela já parou de chorar!! E depois de alguns minutos os olhinhos começaram a fechar e ela dormiu!
Viva o secador de cabelo!!!

6 comentários:

Rodrigo disse...

Realmente Taia é uma maratona rsrsrrsrs,eu axo impotante tbm levar no oftalmo, já levei a Giovanna o Guinho fala: pra que ela naum tem nada...mas o quando antes melhor, está certa sim.
Ha a Sophia cresceu né, uma branca de neve rsrsrsr Agora vou levar a Giovanna no dentista pra dar uma olhada, vai ser aquela coisa, mas mae naum tem jeito,né Um grande beijo

Kathe disse...

Como assim ???
Ela dorme com o barulho do secador ???
Mas eu me torcí de rir com a sua rapidez para sair !!!
Tinha que ter uma câmera filmando.
Ah,lindíssima a foto da Helena.
bjs.

Alessandra disse...

OI Taia,
Você sabe que de pontual eu não tenho nem o relógio!!! Mas depois que tive a Glorinha, por uns breves meses, eu conseguia chegar sempre no horário. O segredo? Para qualquer saidinha básica, eu calculava religiosamente 2 horas para me arrumar, arrumar a Glorinha e checar a bolsa. Depois de uns tempos eu já deixava o "kit bolsa" pronto. Sempre com tudo, para poder "pular essa etapa"... e depois fui "me permitindo" reduzir o tempo para 1h30, 1h... Resultado: voltei a ser a atrasada de sempre!
Agora com as duas meninas (e a GLorinha super-vaidosa, presilha pra cá, trança pra lá...), nem com 2 horas de antecedência! Pior é a gente saindo super em cima da hora ou já atrasados mesmo e ela "Mãe! Mãe! Mãããããeeee!" e eu "Que foi, Glória?" "O meu gloss saiu?" Haja paciência!

Luciana disse...

Nossa Karen, Será que a Helena ė tão brava assim ou a Sophia que era muito boazinha??
Eu Fico atė arrepiada lembrando o que eu Passava com a Laura tambem...
Mas acalme-se pois isso tudo passa tão depressa, nė?
Achei a Helena parecidissima com o Felix!
Bjo

Camilla Brandel disse...

Noooossa, que maratona. Ser mãe de recém-nascido é trabalho em tempo integral, mesmo. Sem descanso nas madruagadas, fins de semana ou feriados!
Que pena que ela não gostou do sling. Tinha dias que o Nathan não parava no berço por nada e o sling era o único jeito de eu conseguir preparar comida ou ir no banheiro. Porque eu morria de dó de deixá-lo chorando, então acabava ficando com fome ou apertada, hehehe. :-)
No começo o Nathan também reclamava do sling. Aí eu tinha que dar uma caminhada na sala andando rápido, com passadas meio largas, aí ele ia calmando. 1 ou 2 minutos andando e pronto, ele parava de chorar e adormecia. Tente essa estratégia. :-)
Ah, secador é bom mesmo. Secador, liquidificador, aspirador de pó. Bebês adoram coisas barulhentas, hehehe. Sugiro gravar um cd e colocar pra tocar durante a noite, para economizar energia. Aliás, já tem cds desses pra vender. Achei que se chama "ruído branco". Tem sites na internet também. Procura por white noise que você vai achar. Aí é só deixar o laptop no quarto da Helena. :-) Usei essa estratégia com o Nathan algumas vezes e funcionou.
Beijo!

Alessandra disse...

Gente... essa do barulhinho eu não sabia! Se bem que a Glorinha tem super trauma de qualquer barulho mais alto... Fecha a porta da cozinha e tapa os ouvidos até hoje quando faço bolo. E também fecha a porta pro aspirador tb... já a Alice não liga, mas fica curiosa e quer logo ver o que está fazendo o barulho. Quem sabe com ela teria funcionado o tal CD!